INCT cadastro | login | dúvidas 
Biogeografia da Flora e Fungos do Brasil  
 Busca por nome científico:  

   Passiflora hatschbachii Cervi

Situação: modelo aprovado 10° procedimento de modelagem (14-03-2018) n° de pontos: 5 

Algoritmo: Maxent binário

Observações sobre o modelo
Modelo exploratório que utiliza apenas um algoritmo. É relativamente comum que resulte numa aproximação grosseira do nicho da espécie, pois a quantidade de pontos ainda é baixa e qualquer ponto fora do padrão dos demais pontos costuma tornar o modelo muito amplo. Não é recomendável utilizá-lo em tomada de decisão, e sim para obtenção de novos pontos de ocorrência bem como estudos preliminares sobre a biogeografia da espécie. Note que o modelo original (contínuo) também pode ser útil neste sentido. Atenção: o modelo não é da distribuição real e sim da distribuição potencial, ou seja, indica áreas supostamente adequadas ambientalmente para a espécie de acordo com os parâmetros da modelagem.

Comentários adicionais: Além das áreas indicadas e daquelas dos fragmentos próximos à localidade-tipo (em Leopoldina, MG), áreas nos municípios de Manga e Jaíba (MG), bem como as coletas já registradas, devem ser verificadas.

Histórico de modelos
v1  
07-03-2018
1 pontos
v2  
13-03-2018
1 pontos
v3  
13-03-2018
2 pontos
v4  
13-03-2018
2 pontos
v5  
13-03-2018
3 pontos
v6  
14-03-2018
4 pontos
v7  
14-03-2018
5 pontos
v8  
14-03-2018
6 pontos
v9  
14-03-2018
5 pontos
v10  
14-03-2018
5 pontos
Situação atual dos dados

Total de registros de ocorrência disponíveis: 32 [ pixels únicos selecionados: 5 ] última atualização: 13-03-2018 10:49PM

Nomes aguardando revisão: 0

Supervisores atualmente cadastrados
  • Carla Fernanda Nardin (desde 02-2018)
  • Luís Carlos Bernacci (desde 11-2012)
  • Renato De Giovanni  (desde 09-2012)

download: mapa / pontos / modelo
adequado
não adequado
Como citar: Bernacci, L.C. & Giovanni, R. 2018 Passiflora hatschbachii (v10) in Biogeografia da Flora e dos Fungos do Brasil. INCT Herbário Virtual (http://biogeo.inct.florabrasil.net/proc/20325).
Mapeamento de ocorrência real e potencial